OFICINA DE CONSTRUÇÃO DE FLAUTAS

Vem aprender a construir uma flauta em cana. No final do workshop a flauta fica para o participante.
O valor da oficina são 12,50€ com lanche incluído.
Inscreve-te enviando um e-mail para 
associacao.dar.a.sola@gmail.com




APRENDER A BORDAR

Oficina para iniciantes nas artes de bordar.





Dia 26 de Julho,  das 14h às 18h.

Objectivos: Compreender vários tipos e técnicas de bordados. Conhecer os materiais. Preparação do bordado. Pontos básicos de contorno, enchimento e fantasia: saber aplicar e distinguir. Técnicas de remate.


Materiais incluídos: sebenta de pontos, pano em linho para realizar o mostruário de pontos, linhas e agulha para bordar.


Lotação: 6 pessoas

Preço: 40 euros

Orientado por Joana Caetano - Jubela

Inscrições: associacao.dar.a.sola@gmail.com ou no próprio local.

* Para a oficina devem levar dedal e uma tesoura pequena para cortar fios.


PEDRINHO NA DAR À SOLA

SEXTA, 11 DE JULHO ÁS 19:30
A partir tudo desde as 20h com o concerto do PEDRINHO
seguido pelo jantar Marta Vai de Férias! (jantar só com reserva)



PORTO PORTRAITS

Exposição de ilustração de retratos do Porto por Mirjam Siim.


Sobre a exposição: 
" I started the series of portraits shortly after arriving to Porto. What inspired me was the simplicity of people (in a good way), yet they stood out for me for different reasons. So I carried on looking (or.. more precisely- usually I accidentally found them) for people here in Porto to make a portrait of them. It's fun to see how a lot of people can relate to the portraits, as Porto is small and a many people recognize some of these characters. And the best part is to see the reaction of the people when I take a copy of the portrait to them."
Mirjam Siim 

Mais trabalhos:
https://www.facebook.com/MirjamS.arte
https://www.behance.net/MSarte

CLAIANA! sons de cabo verde

“Claiana” é um termo criado pelo pai do Gui, para o Gui, quando este, ainda criança e ainda em Cabo Verde, cantava sem que se percebesse uma palavra. Não deixou de fazer claiana.
Hoje, enquanto canta e toca guitarra, chamam-lhe Gui Lee – uma alcunha fruto do seu fascínio nada assolapado pelo Bruce Lee. Desta vez,, em concerto apresenta Claiana acústico. É morna, coladeira, samba, cumbia,… Humpedemové, beçacaribê, zukamine, maladidámurr, setarádinam, satornerá!

Gui Lee convidou a Mariana Costa (dizem que foi ela quem pôs a alcunha) para, ao cavaquinho, o acompanhar.